Bem-vindo !

O LaPSI realiza diversas pesquisas na área de processamento digital de imagens. O resultado é um grande número de sistemas baseados em plataformas distintas,tornando-os difíceis de serem mantidos. Assim, foi proposta a elaboração de uma metodologia padrão para o desenvolvimento de aplicações na área. Como resultado, foi criada a biblioteca lili - LaPSI Image Processing Library, que oferece funções básicas para armazenamento e manipulação de imagens digitais, visando eficiência no processamento e a possibilidade de reutilização de código. Por ter seu código aberto, a biblioteca favorece sua utilização no ensino, tornando-a incremental e permitindo a evolução do ambiente como um todo. Finalmente, permite preservar e disponibilizar as técnicas de processamento de imagens desenvolvidas no laboratório. 

 

Implementações

Existem duas implementações da biblioteca lili, uma delas em linguagem C e outra em C++ (orientada a objetos). As vantagens em ambas as implementações são: facilidade de entendimento e implementação do C e a flexibilidade de arquitetura do C++. Utiliza-se o padrão ANSI para ambas as implementações para possibilitar a portabilidade (ambientes linux e windows) e eficiência. 

LaPSI

O LaPSI (Laboratório de Processamento de Sinais e Imagens) foi criado em 1991 com o objetivo de suprir a carência da Universidade em linhas de pesquisa voltadas ao processamento de sinais e de imagens.
Este laboratório pertence ao Departamento de Engenharia Elétrica, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.